terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

PAI QUE MATOU FILHA DE 5 ANOS TEM PRISÃO DECRETADA EM TABOÃO DA SERRA

O pedreiro Carlos José Bury, acusado de ter matado a própria filha de cinco anos no Natal, teve a prisão preventiva decretada nesta segunda-feira, dia 4 de fevereiro, pelo juiz Gabriel Pires de Campos Sormani, da Vara Criminal do Fórum de Taboão da Serra. Bury foi transferido para o CDP de Itapecerica da Serra, onde irá aguardar o julgamento.

Relembre o caso
Na noite do dia 27 de dezembro de 2017, na rua Antônio Maciel de Oliveira, no Jd. Intercap, em Taboão da Serra, Beatriz Pereira Bury, de 5 anos, foi assassinada na casa de seu pai, onde passou o Natal. 
Lucimara Pereira Bury, ela estava separada do marido há mais de um ano e a criança ficava alguns dias com o pai. O acusado de ter matado a própria filha, o pedreiro Carlos José Bury, de 53 anos, deveria ter levado a filha de volta para a mãe nesta quinta, mas a menina não apareceu.
Lucimara teria ido até a casa do ex-marido e após tocar diversas vezes a campainha sem sucesso entrou no local, onde encontrou o corpo da filha já sem vida ao lado de um ursinho de pelúcia.
A mãe acionou a Guarda Civil Municipal que foi até a residência onde os GCMs encontraram o corpo da criança coberto por um edredom em um dos quartos. A menina, Beatriz Pereira Bury, já estava morta e apresentava hematomas no rosto e no pescoço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário