sábado, 16 de fevereiro de 2019

EX-MULHER QUE MANDOU MATAR ADVOGADO É PRESA

assassinato do advogado Júlio Zacarias Ferraz, 43 anos, encontrado morto com as mãos amarradas após 21 dias desaparecido, começou a ser desvendado. Nesta quinta-feira 14 de fevereiro, a polícia prendeu a ex-mulher dele, acusada de ser a mandante do crime, ocorrido em janeiro deste ano.
“Desde o início da investigação, a própria família e colegas de trabalho do advogado informaram e avisaram que acreditaram que tinha a participação da ex-mulher. Ele mesmo teria relatado, durante a vida, que ela poderia atentar contra a vida dele”, disse o delegado do caso, Roberto Leal, coordenador da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Feira de Santana.

Segundo a polícia, Glaucia, que estava separada de Júlio há seis anos, não aceitava a partilha de bens proposta e, para resolver a situação, teria contratado dois homens para matar o advogado. Cada um deles recebeu R$ 2 mil, os criminosos ainda não foram localizados pela polícia.
Em depoimento à polícia, a empregada doméstica confirmou que contratou os executores, mas nega que tenha recebido recompensa em dinheiro para participar do crime. Segundo Maria Luíza, ela cedeu à pressão de Glaucia por medo. “Ela disse que foi ameaçada de morte para contratar os homens”, explica o delegado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário